Etiquetas

23 de setembro de 2017

GUIMARÃES

Guimarães o Berço de Portugal!


Guimarães


Guimarães é uma cidade repleta de histórica, considerada como a cidade mais importante de Portugal.

Centro Histórico de Guimarães

O centro histórico de Guimarães considerado como Património Cultural da Humanidade, torna definitivamente Guimarães um dos maiores centros turísticos de Portugal.

Centro Histórico de Guimarães
As suas ruas e monumentos respiram história e encantam quem visita esta magnífica cidade.

CASTELO DE GUIMARÃES



O Castelo de Guimarães está localizado na freguesia de Oliveira do Castelo, cidade e Concelho de Guimarães, Distrito de Braga.

Castelo de Guimarães, Distrito de Braga.

O Castelo de Guimarães encontra-se numa posição dominante, sobranceiro ao Campo de São Mamede, este monumento encontra-se ligado à fundação do Condado Portucalense e às lutas da independência de Portugal, sendo designado popularmente como berço da nacionalidade.
Castelo de Guimarães
É neste preciso local que D. Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal, conquistou a soberania do Condado Portucalense
 Castelo de Guimarães
O Castelo de Guimarães também classificado como Monumento Nacional e em 2007 foi eleito informalmente como uma das Sete maravilhas de Portugal.
Castelo de Guimarães, Monumento Nacional

De acordo com a tradição, aqui nasceu o primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques (1112???-85). 
D. Afonso Henriques,Pia Baptismal Igreja de São Miguel da Oliveira
A pia baptismal onde se afirma ter sido baptizado D. Afonso Henriques, encontra se na capela românica da Igreja de São Miguel da Oliveira.

D. Afonso Henriques, capela românica da Igreja de São Miguel da Oliveira

D. AFONSO HENRIQUES


D. Afonso Henriques casou em 1145/1146 com D. Mafalda.
Em 1143, no Tratado de Zamora, D. Afonso Henriques é reconhecido como primeiro rei de Portugal. 
D. Afonso Henriques, Castelo de Guimarães
Portugal foi reconhecido como um reino independente em 1179, em troca de um tributo anual de quatro onças de ouro. 
Castelo de Guimarães
O principal objectivo de D. Afonso Henriques após a independência de Portugal é expandir o reino de Portugal, conseguindo conquistar diversas cidades tais como Lisboa, Santarém, Sintra, Almada, Beja, Évora entre outras, razão pela qual passou a ser conhecido como “O Conquistador”.
D. Afonso Henriques, Castelo de Guimarães

PAÇO DOS DUQUES DE BRAGANÇA


Paço dos Duques de Bragança, magnifico exemplar da arquitectura senhorial quatrocentista e berço da Casa de Bragança.
Datado do séc. XV, foi edificado por D. Afonso.


Em 1959 o Paço dos Duques de Bragança é inaugurado como Palácio Nacional e aberto ao público como museu. 
Paço dos Duques de Bragança
O Paço dos Duques engloba na sua estrutura uma ala destinada a residência oficial da Presidência da República.

PRAÇA DE S. TIAGO


Guimarães, Praça de S. Tiago


Segundo a tradição, uma imagem da Virgem Santa Maria foi trazida para Guimarães pelo apóstolo S. Tiago, e colocada num Templo pagão num largo que passou a chamar-se Praça de S. Tiago

Guimarães, Praça de S. Tiago

Mais tarde, para recordar estas pré-existências, é gravada no pavimento uma vieira - lembrando S.Tiago - e as primeiras palavras latinas da Carta de Foral, concedida pelo Conde D. Henrique aos homens de Guimarães: "A vós homens que vieste povoar Guimarães e àqueles que aqui queiram habitar ...". "Ad vos homines qui venistis populares in Vimarenses et ad illos qui ibi habitare vo luerint ... " Praça de S. Tiago conserva ainda a traça medieval.
Guimarães, Praça de S. Tiago


LARGO DA OLIVEIRA


Centro Histórico, Largo das Oliveiras, Guimarães

O Largo da Oliveira encontra-se rodeado por um conjunto de construções de valor patrimonial, designadamente: a Igreja Nossa Senhora da Oliveira, as "casas alpendradas" do século XVII, o edificado habitacional erguido com os sistemas construtivos tradicionais, contendo ainda um alpendre gótico com o designado Padrão do Salado.
Centro Histórico, Largo das Oliveiras, Guimarães

PADRÃO DO SALADO

O Padrão do Salado foi erguido no reinado de D. Afonso IV, para comemorar a Batalha do Salado, travada em 1340. O cruzeiro executado em 1342, foi oferecido por Pero Esteves, negociante vimaranense residente em Lisboa.  
Padrão do Salado, Largo das Oliveiras, Guimarães


ANTIGOS PAÇOS DO CONCELHO 


ANTIGOS PAÇOS DO CONCELHO , CENTRO HISTÓRICO, GUIMARÃES

Junto às arcadas que ligam a Praça de S. Tiago ao Largo da Oliveira, encontra-se o edifício dos Antigos Paços do Concelho. A sua construção ter-se-á iniciado no séc. XIV, prolongando-se até meados do séc. XV, época em que reinava D. Afonso V.
Na fachada dos Antigos Paços do Concelho observa-se a escultura de um guerreiro proveniente do antigo edifício da Alfândega. Segundo a tradição, este guerreiro simboliza o duplo contributo dos vimaranenses nas conquistas em África.  

A IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONSOLAÇÃO E SANTOS PASSOS


IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONSOLAÇÃO E SANTOS PASSOS

As origens da igreja de Nossa Senhora da Consolação remontam a uma pequena ermida, dedicada a Nossa Senhora da Consolação, mandada construir em Março de 1576. 
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONSOLAÇÃO E SANTOS PASSOS
Em Outubro de 1785 é concluída a nova igreja, exemplar de estilo barroco em Guimarães, onde se acrescentaram duas torres na frontaria um século depois, bem como a escadaria. No decurso do século XIX foi construída a Casa do Despacho e a Capela do Senhor dos Passos, anexa à igreja. 
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONSOLAÇÃO E SANTOS PASSOS, GUIMARÃES
A igreja e os oratórios de Nossa Senhora da Consolação e Santos Passos foram classificados em 1993 como imóvel de interesse público.
Passos ou estações da via-sacra, Centro Histórico de Guimarães

Os Passos ou estações da via-sacra são demonstrações populares de religiosidade e devoção à Paixão de Cristo, por vezes espalhavam-se em pequenos oratórios pela própria cidade. 

LARGO DO TOURAL

Largo do Toural, Guimarães

O coração da cidade de Guimarães situa-se no Largo do Toural, ponto de encontro e convívio das gentes de Guimarães.

Largo do Toural, Guimarães

No séc. XVII, o Toural era um largo extramuros situado junto à principal porta da vila.
O nome Toural deve-se ao facto de ter sido o local onde se realizavam a feira de gado bovino e as touradas. 

RUA DE SANTA MARIA

RUA DE SANTA MARIA, CENTRO HISTÓRICO, GUIMARÃES

A medieval Rua de Santa Maria é uma das mais antigas de Guimarães. A Rua de Santa Maria teve uma grande importância histórica na cidade de Guimarães pelo facto de ter servido como via de comunicação entre a Vila do Mosteiro e a Vila do Castelo.
RUA DE SANTA MARIA, CENTRO HISTÓRICO, GUIMARÃES

É uma das ruas mais bonitas e típicas do centro histórico, com uma grande parte das habitações brasonadas.


IGREJA DA MISERICÓRDIA

Igreja da Misericórdia, Guimarães

A Igreja da Misericórdia, remonta a 1588. De planta longitudinal e fachada maneirista, apresenta na frontaria dois medalhões, enquadrados por duas colunas coríntias e, na parte superior, um nicho envidraçado com a escultura de Nossa Senhora da Misericórdia. 

CONVENTO DE SANTO ANTÓNIO DOS CAPUCHOS

CONVENTO DE SANTO ANTÓNIO DOS CAPUCHOS

Convento de Santo António dos Capucho está situado em plena Colina Sagrada.

Convento de Santo António dos Capuchos foi criado pela Santa Casa da Misericórdia de Guimarães em 2008, como resultado da preocupação pela conservação e valorização do seu património artístico e cultural.

LAR DE SANTA ESTEFÂNIA

LAR DE SANTA ESTEFÂNIA, GUIMARÃES

A construção da igreja e do Convento do Carmo iniciou-se em 1685, e constitui uma evidência do estilo barroco. O convento foi dedicado a Santa Teresa. A partir de 1862, o Convento do Carmo passou a acolher o actual Lar de Santa Estefânia.

MUSEU ABERTO SAMPAIO

Museu de Alberto Sampaio, Centro Histórico, Guimarães

Situado em pleno Centro Histórico de Guimarães, o Museu de Alberto Sampaio foi criado em 1928 para acolher as colecções da extinta Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira e de outras igrejas e conventos da região de Guimarães.

FESTAS AS NICOLINAS

FESTAS AS NICOLINAS, GUIMARÃES


As Festas Nicolinas são consideradas as Festas mais antigas de Guimarães e representam um testemunho intangível do património cultural vimaranense.

GASTRONOMIA


GASTRONOMIA, RESTAURANTE – BUXA

A carta gastronómica de Guimarães é muito rica e variada, a destacar o bacalhau, polvo, vitela, os rojões, as tripas, a doçaria conventual, as tortas e o toucinho-do-céu; vinhos tintos e brancos, verdes.


IMAGENS DO CENTRO HISTÓRICO DE GUIMARÃES À NOITE

CENTRO HISTÓRICO DE GUIMARÃES À NOITE
CENTRO HISTÓRICO DE GUIMARÃES À NOITE


ADEUS GUIMARÃES ATÉ BREVE!!